Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007
Caminhante, caminho caminhando

Caminho!... Vou...

Quero ir assim indo,

rumo ao absoluto,

à procura do infinito.

Audaz, persistente, ousada,

percorrendo o fio da navalha...

Sei que estou na vereda certa!...

 



publicado por enfarpeladasocumveu às 01:49
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007
Etratégias de Aprendizagem e Modelos de Colaboração

O cérebro tem necessidade, pela sua função inata, de procura de significado para o que "visualiza".

A aprendizagem de colaboração ou colaborativa permite ao cérebro encontrar significado para o percurso que se constrói, nomeadamente através da exploração de novas informações, especialmente em situações de resolução de problemas. O cérebro é social e por isso gosta de aprender de e com os outros e também gosta de contemplar diferentes pontos de vista, novas perspectivas. A aprendizagem de colaboração também promove a capacidade de resposta ao desafio que o cérebro privilegia.

O trabalho de grupo/equipa potencia o auxílio, a troca, a partilha, o crescimento de todos os elementos do grupo pois a competição e o stress provocado por ela estão fora deste contexto. O cérebro, num cenário tranquilo e acolhedor, sem a ameaça da competição, pode concentrar-se no raciocínio elevado utilizando fundamentalmente o córtex frontal, fugindo ao alerta do "cérebro reptiliano" que nos comanda em situações de perigo, ataque ou fuga e onde o medo prepondera.

Encontrar no modelo colaborativo a estratégia de aprendizagem, por excelência, é uma forma sensata e eficaz de lutar contra o Insucesso Escolar e, consequentemente, contra o Abandono Escolar.

 

 



publicado por enfarpeladasocumveu às 02:41
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Trabalho de Equipa

A estória da carpintaria

"Diz-se que havia uma carpintaria onde as ferramentas se reuniram para resolver os seus problemas. Inicialmente, esta peculiar assembleia foi presidida pelo martelo, mas rapidamente os restante membros o informaram que era melhor que ele resignasse pois fazia demasiado barulho com as marteladas.

•O martelo aceitou o reparo, mas insurgiu-se contra o parafuso assumir a presidência, pois achava que este os faria dar muitas voltas e tornaria a reunião muito aborrecida.

•O parafuso e as várias porcas aceitaram a crítica, mas protestaram contra a lixa tomar conta da reunião, pois criaria demasiadas fricções devido à sua aspereza de tratamento.

•A lixa aceitou a crítica, sob a condição que não fosse substituída pelo metro, que passava a vida a medir toda a gente segundo os seus padrões, como se ele fosse o único a ser perfeito.

•Estavam eles nisto quando entrou o carpinteiro, vestiu o avental e se lançou ao trabalho, usando o martelo, a lixa, o metro e o parafuso até a tosca tábua de madeira se transformar num móvel tão útil como belo.

Quando a calma voltou a cair sobre a carpintaria, a assembleia reuniu-se para deliberar. Nessa altura tomou a palavra o serrote, que disse: "Excelentíssimos Senhores, ficou demonstrado que todos temos defeitos, mas é com as nossas qualidades que o carpinteiro trabalha e são elas que nos dão valor.


Por isso não pensemos mais nos aspectos negativos que vemos uns nos outros e usemos cada qual as nossas capacidades tal como o carpinteiro as usa ".


A assembleia concluiu então que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa tinha talento para afinar e limar rugosidades e verificou-se que o metro era preciso e exacto.


•Nessa altura sentiram que era uma equipa capaz de produzir móveis de qualidade e todos se sentiram orgulhosos das suas capacidades e de trabalhar juntos. A partir de então cada um preocupou-se em ser o melhor que podia dentro da sua especialidade "

A conclusão desta história contada por RUBEM ALVES, lembra-me que pertenço 
a uma Equipa e, se bem que por vezes, tal como o martelo, os parafusos, a lixa e o metro 
se evidenciem as particularidades de cada um, sabemos que, como o serrote verificou, 
todos somos o que faz a EQUIPA e, com isso, o que faz a diferença. 
Ou seja: o todo é mais do que a soma das partes.

Lilás



publicado por enfarpeladasocumveu às 00:46
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2007
Entusiasmo

Ideia excepcional!... Aderi, uma vez mais, com entusiasmo. É normal em mim este entusiasmo... Sei que resultará. A assertividade será o lema e que importa se ninguém ler?!

O que existe noutros contextos, nem sempre se entende, pelo seu desconhecimento. Conhecer o contexto é um dos critérios fundamentais para poder entender o mundo e o que nos rodeia, a par com o conhecimento (domínio) do código, e supondo que o canal é passível de passar a mensagem. 

Quis imaginar ser para mim aquele pensamento, aquele sentimento, aquela viagem no combóio...

Prefiro esquecer, quero olvidar... Afinal para que correr e saltar se tudo tem de correr como deve ser, de acordo com a ampulheta na medição do tempo…

É com base neste saber que caminharei para o infinito buscando novos voos, no céu repleto de abutres, que insistirei em percorrer, voando, qual Fernão Capelo Gaivota, rasando o abismo.

Nesta fase da vida, eis-me vontade e coragem...

 

Foi assim que iniciei estas andanças...


música: Fernão Capelo Gaivota

publicado por enfarpeladasocumveu às 03:38
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

O cérebro controla quanto...

3 ilusões óticas que desv...

Could changes in thinking...

“Bullying” na infância te...

AS ARMAS BIOLÓGICAS CONTR...

Como o genoma de 14 esque...

SINAIS PRECOCES DE UM POS...

Qué es la matriz extracel...

Estimulación Magnética Tr...

Part 7/8: Poetry of Perce...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Julho 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2013

Janeiro 2013

Junho 2012

Maio 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

favoritos

Entrevista a Alexandre Fr...

As feromonas da maçã

Reivindicar outra avaliaç...

A coragem para dizer: bas...

Dez Princípios para uma R...

Pode alguém ser quem não ...

links
Artist a Day
TEMPO
Lisbon Time
CURRENT MOON
CURRENT MOON
Fazer olhinhos
CITAÇÕES
blogs SAPO
subscrever feeds